coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Vendas de eletroeletrônicos crescem 14,43%

Uma pesquisa preliminar da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), mostrou que as vendas do setor cresceram 14,43% no primeiro semestre do ano, lideradas pelas vendas de aparelhos de imagem e som, que apresentaram vendas 34,17% maiores do que igual período de 2005. A linha branca cresceu no mesmo período 5,07% e a de portáteis, teve uma queda de 8,37%, também no primeiro semestre. Segundo o presidente da Eletros, Paulo Saab, as vendas de eletroeletrônicos tiveram um bom desempenho por causa da Copa do Mundo, por haver no mercado crédito para os consumidores, além de uma redução de preços de vários produtos. A média de crescimento para o setor ainda permanece entre 16 a 17%, diz a Eletros.Para Saab, a previsão para o segundo semestre é de um crescimento menor, principalmente em função dos televisores, cujas vendas deverão ficar em torno de 4 milhões de unidades, em comparação aos 6 milhões vendidos no primeiro semestre.O recuo na venda de televisores já ocorreu em julho, se comparadas a junho, de 35%, após terem registrado um crescimento de 37,84% no primeiro semestre. Para Saab, "o varejo registrou uma redução de demanda em torno de 25%, o que, somado à existência de estoques no mercado, levou a uma queda no volume de encomendas do varejo para a indústria".De acordo com a Eletros, em função da existência de estoques excedentes de televisores nesse segmento, a estimativa é de que a indústria faça um corte no volume de produção em relação ao ritmo registrado até junho. Nos aparelhos de DVD, as vendas do primeiro semestre tiveram crescimento de 40,87%, confirmando a curva crescente de demanda pelas novas tecnologias.Na linha branca, os produtos que tiveram os melhores desempenhos no primeiro semestre foram os refrigeradores, com vendas 5,82% maiores; os fogões, com crescimento de 6,23% e as lavadoras automáticas, com incremento de 3,58%. No semestre, o segmento de portáteis foi o único que apresentou queda na comparação com 2005, mas ainda assim as vendas de aspiradores de pó cresceram 3,58%; as de secadores e modeladores, 16,74%; e as de cafeteiras, 13,59% no primeiro semestre.No segundo semestre, a expectativa para a linha branca e de portáteis é de um desempenho melhor do que igual período de 2005, acompanhando a sazonalidade.

Agencia Estado,

21 de agosto de 2006 | 11h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.