Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Vendas de eletroeletrônicos crescem 31%

O primeiro levantamento de vendas realizado em 2004 pela Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), referente ao primeiro trimestre, mostra que as vendas apresentaram forte reação, com crescimento médio de 31,3% na comparação a igual período do ano passado.Na linha branca, o aumento foi de 18,62%; em imagem e som, de 68,09%, e na linha de portáteis, de 12,14%. "Esse crescimento aponta uma reação na demanda reprimida dos consumidores e um movimento de formação de estoque no varejo, mas também é decorrente da baixa base de comparação do ano passado", disse o presidente da Eletros, Paulo Saab, ao lembrar que em 2003 o setor registrou a menor média em nove anos.No mês de março, o aumento de vendas foi de 33,54% na média das três linhas de produtos, em comparação a igual mês do ano passado. "Em todos os segmentos, o desempenho foi bem melhor", destaca. Segundo Saab, o desempenho de vendas de março já é um indicador das expectativas dos lojistas para o Dia das Mães. "Espera-se que esta data tenha um melhor desempenho do que em 2003", diz. "Os lojistas estão compondo estoques e agora o setor espera que o consumidor confirme a intenção de compra nessa data, que costuma ser a segunda melhor do ano."Apesar da expressiva recuperação no primeiro trimestre, o setor eletroeletrônico mantém a projeção de crescimento de 4% este ano. Segundo Saab, a economia ainda dá sinais contraditórios e há indicadores que preocupam, como o alto desemprego. "Os dados do trimestre são favoráveis, mas não significam que este ritmo de crescimento vai se manter ao longo do ano. Tudo aponta para que o setor volte aos seus patamares históricos de vendas, mas ainda olhamos o mercado com cautela."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.