Vendas de eletroeletrônicos cresceram 27,6% em julho

As vendas de eletroeletrônicos cresceram 27,6% em julho ante mesmo mês de 2001 e, pela primeira vez neste ano, a trajetória ficou positiva, em 0,5% ante janeiro a julho de 2001, segundo dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros). A entidade projeta um crescimento de 1,5%, em 2002 na comparação com o ano passado. "O resultado de julho indica que a curva negativa se inverteu e que, mantido o atual ritmo de vendas, o setor deverá fechar o ano com recuperação de 1,5% em relação a 2001", disse o presidente da entidade, Paulo Saab.A previsão da entidade, no começo do ano, era de um crescimento de 6%. Os meses ruins que se seguiram obrigaram a uma revisão, em julho, para 2,5%. Saab observa que, apesar de a projeção estar menor, ainda é um bom crescimento face ao cenário econômico atual e ao desempenho do setor verificado até hoje. A maior recuperação verificada em julho foi do segmento de eletroportáteis, que cresceu 37,8% ante mesmo mês de 2001. O segmento que continua com desempenho negativo ante o ano passado é o de portáteis, que teve vendas de janeiro a julho 7,18% menores que as de 2001.A área de imagem e som teve um crescimento de 32% no mesmo período, com destaque para as vendas de televisores (51,02% acima de julho de 2001) e aparelhos de DVD (87,27%). A linha branca teve um crescimento de vendas de 11,1%. De janeiro a julho, a área de imagem e som teve recuperação de 8,53% ante igual período de 2001, com as vendas de aparelhos de DVD 108,7% acima das de 2001 e as de televisores, 12%. A linha branca cresceu, no acumulado deste ano, 2,32% sobre o ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.