Vendas de imóveis usados nos EUA sobem acima do previsto

As vendas de imóveis residenciais usados nos Estados Unidos subiram inesperadamente em julho e ao maior patamar historicamente, informou a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis. As vendas subiram 5% em julho, para a média anual de 6,12 milhões de unidades. Analistas esperavam pela venda de 5,9 milhões de unidades em julho. ?É uma notícia impressionante", disse o economista-chefe da associação David Lereah. Ele atribuiu a venda recorde de residências usadas em julho à queda para nível recorde de baixa das taxas de juro hipotecário em junho. O setor imobiliário encontra-se aquecido há vários anos, tendo se sustentado inclusive durante a recessão ocorrida nos EUA em 2001. As taxas de juro para empréstimos imobiliários, embora tenham subido recentemente, permanecem nas mínimas históricas. A média do juro para as hipotecas de 30 anos estava em 6,28% na semana passada, acima de 6,24% na semana anterior, segundo a agência Freddie Mac. O estoque de residências disponíveis à venda caiu para 4,7 meses em julho, de 5,1 em junho. O preço médio das residências subiu ao recorde de US$ 182,1 mil, de US$ 175 mil em junho. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

25 de agosto de 2003 | 13h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.