Vendas de máquinas agrícolas caíram 61% na Argentina no 1º tri

Comercialização de janeiro a abril deste ano chegou a 516 unidades, enquanto ano passado foi de 1.626

Marina Guimarães, da Agência Estado,

20 de maio de 2009 | 17h08

As vendas de máquinas e implementos agrícolas na Argentina caíram 61% no primeiro trimestre de 2009 e chegaram a 2.653 unidades. Nos primeiros três meses deste ano, a venda de semeadoras foi de 148 unidades, ante 558 no mesmo período de 2008. A comercialização de tratores de janeiro a abril deste ano chegou a 516 unidades, enquanto em igual período do ano passado foi de 1.626 unidades. A retração também atingiu a venda das colheitadeiras comparando os três primeiros meses de 2009 com igual período de 2008. Foram vendidas somente 274 unidades ante 948, respectivamente. Os números são do Instituto Nacional de Estatísticas e Censos (Indec).

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise  

especialAs medidas do emprego  

especialDe olho nos sintomas da crise econômica   

especialDicionário da crise  

especialLições de 29 

especialComo o mundo reage à crise 

 

O que preocupa o setor é que no caso das semeadoras, por exemplo, no primeiro trimestre de 2002, foram vendidas 257 unidades, ou seja, 73% a mais que em 2009. Vale lembrar que em 2002, o país se encontrava em plena crise pós default e desvalorização da moeda, ocorridos em janeiro do mesmo ano. O faturamento do setor entre janeiro a março últimos chegou a 306,5 milhões de pesos (R$ 166,9 milhões) ante 1,015 bilhão pesos (R$ 552,8 milhões) no mesmo período de 2008, representando um retrocesso de 69,8%.

 

Em abril, as vendas continuaram em queda livre. Segundo a AFAT, a câmara que reúne as multinacionais do setor - John Deere, AGCO (com as marcas Agco Allis e Massey Ferguson) e CNH (Case e New Holland)- além da local Pauny, no mês passado foram vendidas 29 colheitadeiras ante 269 vendidas em abril de 2008, em pleno conflito entre o governo e o setor agropecuário, com locaute de alimentos e bloqueio de rodovias em todo o país. A AFAT diz que em abril último foram vendidos somente 243 tratores ante 708 no mesmo mês de 2008. As máquinas agrícolas importadas constituem cerca de 80% das vendas de tratores e colheitadeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.