Vendas de materiais de construção sobem em junho;meta é reduzida

As vendas domésticas de materiais de construção registraram aumento de 0,61 por cento em junho na comparação com o mesmo mês do ano passado, informou nesta terça-feira a associação que representa o setor no país, Abramat. Em relação ao mês anterior, houve alta de 0,76 por cento.

REUTERS

19 de julho de 2011 | 10h08

Na primeira metade de 2011, as vendas de materiais acumularam expansão de 0,58 por cento ante os mesmos meses do último ano, o que levou a entidade a reduzir a estimativa de crescimento do faturamento do setor para o fechado deste ano de 7 para 5 por cento.

"Para os próximos meses aguardamos o anúncio de continuidade da desoneração do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) dos materiais de construção, também estamos confiantes com o avanço das obras do programa Minha Casa, Minha Vida, com as obras da Copa do Mundo 2014 e as demais obras que resultam da elevada disponibilidade de crédito e do elevado nível de emprego no país", afirma o presidente da Abramat, Melvyn Fox, em nota.

No mês passado, as vendas de materiais de acabamento dispararam 8,3 por cento ano a ano, enquanto as de insumos básicos cresceram 3,19 por cento. Sobre maio, a comercialização na indústria de acabamento foi 3,2 por cento maior, mas a de materiais de base caiu 0,55 por cento.

"O crescimento maior da indústria de acabamento está associado a dois fatores: o avanço de obras iniciadas no começo do ano e que nesse momento entram em fase de acabamento, e a melhoria de renda da população... que incentiva reformas", acrescenta Fox.

A Abramat informou ainda que, em junho, foram criados 6,27 por cento mais empregos na indústria de materiais na comparação com um ano antes.

(Por Vivian Pereira)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSTRUCAOABRAMATJUNHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.