Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Vendas de químicos no País caem 31% no 1º bimestre

As vendas domésticas de produtos químicos de uso industrial apresentaram retração de 31,04% no primeiro bimestre de 2009, em relação a igual período do ano passado, segundo dados preliminares divulgados hoje pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). O número contrasta com a expansão de 9,25% nas vendas quando comparadas com os últimos dois meses de 2008.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

27 de março de 2009 | 18h46

A distinção dos resultados mostra que o setor químico começa a retomar o ritmo de vendas, após sofrer forte queda nas atividades em dezembro. A taxa de utilização de capacidade, que chegou a 66% em dezembro, subiu para 71% em fevereiro. As vendas de fevereiro foram 17,13% superiores ao volume de negócios de janeiro, apesar do menor número de dias úteis em decorrência do carnaval. As vendas de janeiro já haviam sido 5,10% maiores do que as de dezembro de 2009.

Mas a recuperação das vendas ainda é vista com ressalvas pelas indústrias. Prova disso é que o índice que mede a produção nacional apresentou queda de 19,80% no acumulado de janeiro e fevereiro, em relação ao mesmo período de 2008. "Com o agravamento da crise no mundo e também no Brasil, as empresas consultadas pela Abiquim estão, pelo menos no curto prazo e na medida do possível, adiando gastos/compras e também tentando diminuir estoques com a intenção de gerar caixa, uma vez que o acesso ao crédito está difícil, além de muito mais caro", destacou a entidade.

Tudo o que sabemos sobre:
indústria químicaAbiquim

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.