Vendas de supermercados crescem 8,66% no 1º semestre

Aumento da renda e bom momento econômico do País ajuda o setor, de acordo com dados da Abras

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

30 de julho de 2008 | 12h32

As vendas reais dos supermercados registraram alta de 8,66% nos seis primeiros meses deste ano em comparação com o mesmo período de 2007, segundo o Índice Nacional de Vendas da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), divulgado nesta quarta-feira, 30.  De acordo com a associação, o desempenho do semestre foi conseqüência do bom momento econômico e do aumento da renda da população.  Em junho, em relação ao mesmo mês do ano passado, o faturamento do setor cresceu 7,58%. Já na comparação com o mês de maio, as vendas reais dos supermercados apresentaram retração de 6,29%. Para o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Sussumu Honda, as vendas do setor neste ano devem superar o crescimento de 2007, que foi de 5,9%. "A criação de novos empregos e o aumento da renda continuarão impulsionando as vendas, que devem superar os resultados do ano passado", afirmou, em entrevista coletiva sobre os resultados de junho. Segundo ele, a perspectiva para todo o ano também se baseia no desempenho do primeiro semestre, que mostrou alta de 8,6% e foi o maior dos últimos dez anos. "A inflação dos alimentos deve começar a afetar de forma mais forte as classes C, D e E nesse semestre", disse.  Sobre 2009, Honda manifestou preocupação em relação ao aperto monetário adotado pelo governo em 2008, que deve afetar o consumo da população no próximo ano e reduzir as vendas.

Mais conteúdo sobre:
SupermercadosComércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.