Vendas de supermercados sobem e Abras indica ano melhor

As vendas reais dos supermercados brasileiros subiram 0,80 por cento em agosto ante julho, informou nesta terça-feira a Associação Brasileira dos Supermercados (Abras).

REUTERS

29 de setembro de 2009 | 12h34

A entidade informou que as vendas no setor avançaram 4,12 por cento em agosto ante o mesmo mês do ano passado.

No acumulado dos oito meses do ano, segundo a Abras, o setor de supermercados registrou crescimento de 5,30 por cento nas vendas reais (deflacionadas pelo IPCA) contra igual intervalo de 2008.

Em julho, a associação elevou a meta de crescimento das vendas nos supermercados em 2009 para 4,5 por cento, ante projeção anterior de avanço de 2,5 por cento.

O presidente da associação, Sussumu Honda, afirmou que a entidade poderá revisar novamente a projeção de crescimento das vendas em 2009 diante da manutenção de indicadores macroeconômicos positivos.

"Oficialmente, ainda trabalhamos com alta de 4,5 por cento, mas poderemos afirmar uma expectativa de crescimento de 5,0 por cento entre outubro e novembro", disse a jornalistas.

Conforme Honda, um dos mais importantes indicadores para o setor de supermercados é o de rendimento médio real, que mostrou elevação de 0,9 por cento em agosto, para 1.336,80 reais.

"O poder de compra também vem crescendo, o que é muito significativo para as vendas do setor", comentou. "Diria que um crescimento de 5,0 por cento é realizável."

A Abras divulgou ainda que o Índice Nacional de Volume, medido pela Nielsen, subiu 2,2 por cento no acumulado dos oito meses do ano. Segundo a Nielsen, da cestas de produtos pesquisadas a que apresentou maior alta foi a de bebidas alcoólicas, com avanço de 6,0 por cento, seguida de bebidas não alcoólicas, com alta de 5,0 por cento.

(Por Stella Fontes)

Tudo o que sabemos sobre:
VAREJOABRASATUA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.