Vendas do Brasil à Suíça duplicaram entre 1990 e 2005

As exportações do Brasil à Suíça duplicaram entre 1990 e 2005, ao passarem de 323 milhões para 641 milhões de francos (de 207 milhões para 411 milhões de euros). Isso representa um crescimento anual de 4,7%, informou nesta terça-feira a Administração Federal de Alfândegas suíça.Em 2005, o Brasil vendeu à Suíça principalmente metais, assim como produtos agrícolas e químicos, que representaram 82,3% das importações suíças procedentes do país latino-americano, indicou a entidade em comunicado de imprensa.As vendas de produtos agrícolas e agropecuários brasileiros ao país alpino consistiram, sobretudo, em carne, café, sucos e tabaco, somando 337 milhões de francos (216 milhões de euros), mais da metade das importações agrícolas da Suíça.Além disso, as importações brasileiras de produtos feitos na Suíça aumentaram mais que dobraram nos últimos 15 anos, passando de 524 milhões para 1,136 bilhão de francos (de 336 milhões para 728 milhões de euros), embora esse crescimento tenha se estagnado a partir de 1998.Os produtos químicos, os relógios, as máquinas e os instrumentos de precisão representaram em 2005 mais de 90% das exportações suíças ao Brasil, acrescentou o comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.