Vendas do comércio cresceram 2,6% no Dia da Criança

O comércio da capital paulista vendeu 2,6% mais no Dia da Criança deste ano em comparação com a mesma data do ano passado. A sondagem realizada pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) nos dias 11 e 13 com 120 lojistas mostrou que os resultados superaram levemente a previsão feita pelos empresários na semana passada, quando esperavam uma elevação de 1,8%. Em 2003, o faturamento tinha recuado 6% frente a 2002.As lojas de brinquedos, roupas e calçados (bens semiduráveis) foram as de melhor desempenho, com aumento de 2,8%. Os eletroeletrônicos (bens duráveis) cresceram 2,4%. Embora positivo, o resultado ficou aquém das demais datas comemorativas: Dias das Mães (3,6%); Dia dos Pais (3,4%) e Dia dos Namorados (2,8%), revelou a Fecomércio.Associação ComercialOs dados da Fecomercio coincidem com os da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) que registrou um acréscimo de movimento em média de 2%. Os serviços de verificação e consulta de cheque e crédito da entidade apontaram um aumento de 2,3% nas vendas a prazo e de 2% nas vendas à vista.A forma de pagamento mais usada pelos consumidores foi o crédito: 38% compraram por meio de carnês e 36% utilizaram o cartão de crédito. Cerca de 20% preferiram quitar suas compras à vista e apenas 6% escolheram o cheque pré-datado, revelou a Fecomercio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.