finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Vendas do comércio no Brasil crescem 12,04% em julho

As vendas no comércio varejista do Brasil apresentaram alta, pelo oitavo mês consecutivo, e cresceram 12,04% em julho, ante julho do ano passado, segundo informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em sua Pesquisa Mensal de Comércio (PMC). Essa análise não faz comparação com o mês anterior.O IBGE informou, ainda, que o volume de vendas no comércio varejista acumula altas de 9,74% no ano; e de 4,67% nos últimos doze meses até julho.A pesquisa também mostra que houve crescimento de 16,60% na receita nominal de vendas em julho, ante julho do ano passado. No acumulado do ano, a receita nominal acumula elevação de 11,77%. Já em doze meses até julho, a receita tem elevação de 11,65%. Segundo o IBGE, o resultado da receita nominal é influenciado pelo fato da pesquisa não ser deflacionada - ou seja, a receita cresce devido à inflação do período.Motivos para altaPara o instituto, contribuiu para o resultado positivo de julho o fato de que houve crescimento no volume de vendas, em todas as atividades pesquisadas para a formação do indicador de volume de vendas. É o caso de móveis e eletrodomésticos (32,22%); hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (10,35%), tecidos, vestuário e calçados (7,92%); combustíveis e lubrificantes (3,65%) e veículos, motos, partes e peças (22,44%).O IBGE informou, ainda, que o volume de vendas do varejo brasileiro cresceu em quase todas as 27 unidades da federação: a exceção foi o Amapá, com queda de 1,70% em julho, ante julho de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.