Vendas do Dia dos Pais caem 5,4% em São Paulo

Confirmando a tendência registrada pelo varejo desde o começo do ano, o desempenho das vendas ficou aquém do esperado também no Dia dos Pais. A retração em relação ao ano passado, de acordo com levantamento da Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP), foi de 5,40%, na região metropolitana de São Paulo. Para 70,56% dos 60 empresários entrevistados, o movimento não correspondeu às expectativas. No Dia das Mães, a queda tinha sido de 8,27% e no Dia dos Namorados, -5,08%.O comércio com pior resultado foi o que vende semiduráveis (calçados e vestuário), cuja perda foi de 6,78%. Já o de duráveis (móveis e eletroeletrônicos) teve baixa de 5,61%. A maior parte dos presentes foi paga com cartão de crédito, instrumento preferido por 62,3% dos consumidores. Os pagamentos à vista foram a preferência de 10,39% e o pré-datado, por 8,66%.Segundo a Serasa, empresa de consulta e verificação de cheques e de crédito, as vendas, considerando todo o território nacional, caíram 4% em relação ao mesmo período de 2002. As operações à vista e com cheques pré-datados recuaram 3,8%. As vendas a prazo, -17,5%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.