coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Vendas do Tesouro Direto somam R$ 270,3 mi em março

O Tesouro Direto vendeu em março R$ 270,3 milhões em títulos, valor 14,5% maior do que no mês anterior (R$ 236,07 milhões) e 40,5% menor do que em março de 2012 (R$ 454,14 milhões). Os números foram divulgados na noite desta terça-feira, 23, pelo Tesouro Nacional.

SANDRA MANFRINI, Agencia Estado

23 de abril de 2013 | 20h48

Segundo o balanço, os resgates no mês passado somaram R$ 291,6 milhões, sendo R$ 171,3 milhões relativos a recompras e R$ 120,3 milhões referentes a vencimentos. Os títulos mais demandados pelos investidores foram os indexados ao IPCA (NTN-B e NTN-B Principal), com participação nas vendas de 53,2%. Os prefixados (LTN e NTN-F) corresponderam a 23,2% do total e os indexados à taxa Selic (LFT), a 23,6%.

Quanto ao prazo de emissão, o Tesouro informou que 31,5% das vendas no Tesouro Direto em março corresponderam a títulos com vencimentos acima de 10 anos. As vendas de títulos com prazo entre 5 e 10 anos significaram 26,5% e as com prazo entre 1 e 5 anos, ou 41,9% do total.

Houve 17.356 operações de venda em março pelo Tesouro Direto, que é um programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas desenvolvido pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BM&FBovespa. Os números mostram um volume considerável de vendas até R$ 5 mil, o que denota a utilização do programa por pequenos investidores. As operações até esse valor representaram 61,4% das vendas no mês passado. O valor médio por operação, em março, foi de R$ 15.573,05.

Com o balanço de março, o estoque do Tesouro Direto chegou a R$ 9,43 bilhões, um aumento de 0,17% em relação ao mês anterior (R$ 9,41 bilhões) e de 18,1% na comparação com março de 2012 (R$ 7,95 bilhões). Os títulos remunerados por índices de preços respondem pelo maior volume no estoque, 67,7%. Em seguida, aparecem os prefixados, com participação de 24,2%, e os títulos indexados à Selic, com 8,1%.

Com relação ao prazo de vencimento, 6,1% dos títulos do estoque do Tesouro Direto vencem em até um ano. A maior parte, 52,8%, é composta por papéis com vencimento entre 1 e 5 anos. Os títulos com prazo entre 5 e 10 anos correspondem a 11,7% e os com vencimento acima de 10 anos, a 29,4%.

No mês de março, 3.765 novos participantes se cadastraram no Tesouro Direto e o número total de investidores cadastrados atingiu 342.092, o que significa um aumento de 17,04% nos últimos 12 meses.

Tudo o que sabemos sobre:
Tesouro Diretobalançomarço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.