Vendas do varejo atingiram alta recorde em 2010

As vendas do comércio varejista atingiram alta de 10,9% em 2010, a mais forte em dez anos e quase o dobro da apurada em 2009 (5,9%). Mas o avanço da inflação no fim do ano fez o consumidor pisar no freio.

Alessandra Saraiva, O Estado de S.Paulo

16 de fevereiro de 2011 | 00h00

Na análise do sócio sênior da GS&MD - Gouvêa de Souza, Luiz Goes, as vendas do comércio vão reduzir o ritmo de crescimento este ano, mas continuarão acima do PIB. Para ele, o mercado de trabalho deve sustentar os ganhos do trabalhador.

O economista-chefe da Confederação Nacional do Comércio (CNC) e ex-diretor do Banco Central, Carlos Thadeu de Freitas, projeta alta de 7,5% a 8% nas vendas do varejo este ano. Ele defendeu um ciclo mais curto de aperto monetário pelo Banco Central.

Para o economista da Coordenação de Serviços e Comércio do IBGE Reinaldo Silva Pereira, o ambiente favorável de 2010 não se manteve até dezembro. Segundo ele, houve "acomodação" nas vendas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.