Vendas do varejo no país crescem menos que o esperado em abril

As vendas do comércio varejistado país cresceram menos que o esperado em abril, mostrando umacerta estabilidade no ritmo de atividade, mostraram dadosdivulgados nesta terça-feira. As vendas do setor cresceram 0,2 por cento em abril frentea março, abaixo dos 0,5 por cento de alta estimado poreconomistas consultados pela Reuters. A receita nominal do setor registrou expansão de 0,6 porcento no período, informou o Instituto Brasileiro de Geografiae Estatística (IBGE). "Esses resultados expressam uma certa estabilidade no ritmode venda em relação a março, como indicado nas trajetórias dosíndices de base fixa e das médias móveis trimestrais", afirmouo IBGE em comunicado. Na comparação com abril do ano passado, o resultado tambémficou abaixo do estimado pelo mercado. As vendas cresceram 8,7por cento, ante expectativa de avanço de 9,3 por cento. No ano, o setor varejista acumula um ganho de 11 por centonas vendas. No acumulado em 12 meses até abril, o avanço foi de10,3 por cento. Das dez atividades monitoradas pelo IBGE no setorvarejista, oito registraram aumento no volume de vendas demarço para abril. O segmento de Veículos e motos, partes epeças teve um aumento de 2,7 por cento no período. As variações negativas foram para Hipermercados,supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,1 porcento) e Outros artigos de uso pessoal e doméstico (-1,0 porcento), informou o IBGE. (Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.