Vendas e produção da indústria sobem em agosto, aponta CNI

Segundo a confederação, expansão da atividade englobou a maior parte dos setores industriais

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

03 de outubro de 2007 | 14h25

As vendas e a produção da indústria tiveram expansão em agosto, segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI). Dados divulgados nesta quarta-feira, 3, as vendas reais, que medem o faturamento das empresas, subiram 6,5% em agosto ante agosto de 2006 e 1,3%, em termos dessazonalizados, em relação a julho de 2007. De janeiro a agosto, as vendas reais acumulam crescimento de 4,3%.As horas trabalhadas na produção aumentaram 4,3% em relação a agosto de 2006 e 0,2%, excluindo fatores sazonais ante julho de 2007. No acumulado dos oito primeiros meses do ano, a alta é de 3,8%.  A utilização da capacidade instalada ficou praticamente estável em relação a julho deste ano (82,4%), atingindo 82,3% em agosto. Na comparação com o mesmo mês do ano passado (80,6%), o indicador subiu 1,7 ponto porcentual. O número de empregos na indústria aumentou 3,9% em relação a agosto de 2006 e 0,4% ante julho. No acumulado do ano, os postos de trabalho subiram 3,6%.  As remunerações pagas pela indústria aumentaram 3,7% em relação a agosto de 2006. E acumulam alta de 4,8% de janeiro a agosto deste ano na comparação com igual intervalo do ano passado. A CNI chamou a atenção para quatro fatores positivos nos números de agosto. As vendas reais da indústria cresceram significativamente pelo segundo mês consecutivo e a expansão da atividade industrial englobou a maior parte dos setores industriais.  Além disso, o dinamismo da atividade industrial não veio acompanhado de intensificação no uso da capacidade instalada. E, por fim, a CNI destacou a continuidade da expansão do emprego, que se mantém em trajetória de crescimento por quase dois anos.

Tudo o que sabemos sobre:
indústria

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.