GABRIELA BILO/ ESTADAO
GABRIELA BILO/ ESTADAO

Vendas em shoppings no Natal têm o menor crescimento em 8 anos

Vendas aumentaram 3% no período, já descontada a inflação; segundo a Alshop, o desempenho teria ficado estável sem a abertura de novos empreendimentos

Dayanne Sousa, O Estado de S. Paulo

26 Dezembro 2014 | 11h07

Texto atualizado às 12h

As vendas nas lojas de shoppings cresceram 3% neste Natal na comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop). O número leva em conta o crescimento real, já descontada a inflação. Foi o desempenho mais fraco para o setor nos últimos oito anos. A expectativa da entidade era de um avanço de 4,5%.

De janeiro a dezembro de 2014, as vendas cresceram em termos reais 1,5%, segundo a Alshop. O indicador também foi considerado fraco pela entidade. Na avaliação do presidente da Alshop, Nabil Sahyoun, o próximo ano também deve manter um rescimento baixo. 

O executivo considerou que o crescimento registrado no período está atrelado a abertura de novos shoppings e de projetos de expansão. "É um crescimento vegetativo que está relacionado a abertura de lojas novas, mas considerando as lojas já existentes não houve crescimento", afirmou. No critério mesmas lojas, que leva em conta apenas as unidades abertas há mais de um ano, o executivo afirmou que as vendas ficaram estáveis, no mesmo patamar de 2013.

"Sem dúvida, o ano de 2014 foi ruim para o comércio, temos um cenário de crédito mais restrito para as populações de menor poder aquisitivo, insegurança com relação às mudanças na economia e a alta do dólar gerando aumentos de preço", disse Sahyoun.

O presidente da Alshop afirmou ainda que o movimento nos shoppings foi baixo sobretudo na véspera de Natal, dia 24 de dezembro. "Parece haver uma mudança de comportamento, não se vê mais os shoppings cheios no último dia antes do Natal, mas sim o movimento de um dia normal, sem filas", comentou. Entre os fatores que contribuíram para essa mudança, Sahyoun destacou o crescimento das vendas via internet e uma antecipação das compras de Natal na Black Friday, em novembro.

Para Sahyoun, os números podem indicar que os shoppings tenderão a enfrentar mais problemas com alta de vacância. Na avaliação dele, lojistas de menor porte (lojas satélite) não sentem incentivos para investir em lojas novas. A Alshop estima que hoje a média da vacância em shoppings em operação esteja em 10% e Sahyoun estima que esse número pode se aproximar de 12% em breve.

Em 2014, foram abertos 25 novos shoppings e dois encerraram as atividades, menos que a expectativa inicial de 41 inaugurações. A Alshop conta ainda que há 134 shoppings em construção, a serem inaugurados entre três e quatro anos. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.