finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Vendas mundiais da GM caíram 3% no terceiro trimestre

As vendas mundiais da General Motors durante o terceiro trimestre do ano foram de 2,29 milhões de veículos, 3% a menos que no mesmo período de 2005, informou a empresa nesta sexta-feira.A GM relacionou a queda de 66 mil veículos em suas vendas à "comparação com os resultados de um programa específico na América do Norte colocado em prática no ano passado e à redução planejada da venda de carros de aluguel e frotas". No verão de 2005 a GM iniciou um agressivo programa de descontos nos Estados Unidos e Canadá para tirar milhares de veículos de seu estoque que produziu um momentâneo e espetacular aumento das vendas.O maior fabricante de automóveis do mundo acrescentou que o mercado na América do Norte está se recuperando, especialmente nos Estados Unidos. Segundo John Middlebrook, vice-presidente de Vendas Globais da GM, a situação na América do Norte se estabilizou, iniciando inclusive uma ligeira melhora da cota de mercado nos EUA "ao passar de 23,8% no primeiro trimestre de 2006 a 24,1% no segundo e 25,1% no terceiro".Middlebrook também destacou o crescimento nos nove primeiros meses do ano das marcas da GM em mercados emergentes como China (alta de 37%), Rússia (64%) e Índia (18%).Por marcas, a Chevrolet teve aumentos neste ano de 27% na região da Ásia-Pacífico, 20% na América Latina e Oriente Médio e 10% na Europa. Na Rússia, o aumento da marca foi de 89%, na Índia 44%, no Brasil de 16% e na China de 6%.A Hummer, a marca que fabrica off-roads de grande tamanho, teve neste ano um aumento de vendas de 54%, com um crescimento de 120% do modelo H3. No Oriente Médio, onde se venderam 1.700 unidades, o crescimento da Hummer foi de 368%. Nos Estados Unidos o crescimento foi de 20%, com a venda de 16 mil veículos.As vendas da Cadillac, a marca de luxo da GM, aumentaram 30% na Europa e 43% na China. Outra marca que também melhorou seus números é a Saab com aumentos de 7% com relação ao mesmo período do ano passado, somando a venda de 104 mil veículos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.