Vendas no comércio crescem 2,5% em julho, aponta ACSP

Levantamento divulgado nesta segunda-feira pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostrou que as vendas a prazo no varejo da capital paulista, medidas pelo número de consultas ao cadastro do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), cresceram 2,5% em julho sobre o mesmo período de 2004. As vendas à vista, verificadas pelo número de consultas ao cadastro da UseCheque, mantiveram-se praticamente estáveis (0,1%). As vendas a prazo e à vista também cresceram na comparação com junho, com altas de 7% e 5,2%, respectivamente.A inadimplência no comércio da capital paulista, observada pela quantidade de documentos inscritos no cadastro do SCPC (inclusões), também apresentou crescimento (9,5%), saindo de 321.989 CPFs em julho de 2004 para 352.528 neste ano. Por sua vez, o volume de consumidores reabilitados ao crédito (exclusões) também aumentou (5,2%), subindo de 276.528 em julho do ano passado para 290.836 neste ano. Em relação a junho, as inclusões caíram 2,5% e as exclusões cresceram 4,1%.O número de falências requeridas apresentou queda de 69,6% sobre julho do ano passado e de 79,9% sobre junho, enquanto que as falências decretadas cresceram 50% (- 54,3% ante junho). Segundo avaliação da ACSP, porém, os dados deste mês não são comparáveis por sofrerem influência direta da Nova Lei de Falências. A associação prevê que a partir de agosto as comparações possam ser novamente iniciadas. Os títulos protestados caíram 5,7% (1,6% na comparação com junho).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.