Freeimages
Freeimages

Vendas no comércio eletrônico crescem 15,3% em 2015

De acordo com a E-bit, setor vive desaceleração das vendas, mas o faturamento tem sido beneficiado pela alta do preço dos itens

Dayanne Sousa, O Estado de S.Paulo

14 de janeiro de 2016 | 15h24

As vendas do comércio eletrônico brasileiro tiveram crescimento nominal de 15,3% em 2015 na comparação com o ano anterior, segundo levantamento da E-bit, empresa especializada em informações do setor. O faturamento das lojas virtuais brasileiras atingiu R$ 41,3 bilhões no ano.

O crescimento das vendas foi impulsionado por uma alta de 12% no tíquete médio das compras. Pedro Guasti, cofundador da E-bit, afirmou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, que o setor vive uma desaceleração nas vendas em volume - mas que o faturamento tem sido beneficiado por um aumento nos preços médios. As classes de menor poder aquisitivo consumiram menos no comércio eletrônico, mas houve uma maior venda de itens de maior preço.

A inflação também elevou os preços dos produtos vendidos online no decorrer do ano e as compras virtuais atingiram em média um valor de R$ 388 em 2015.

Tudo o que sabemos sobre:
Comércio EletrônicoVarejo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.