Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Vendas no Dia dos Namorados devem crescer 2% em SP

As vendas do comércio no Dia dos Namorados devem crescer 2% este ano em relação ao ano passado. Os dados levam em conta o movimento entre os dias 5 e 8 deste mês medido pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP). Em 2003, as vendas recuaram 5% no comparativo com 2002.O melhor desempenho deve ficar com o comércio de bens semiduráveis (vestuário, calçados e bijuterias), cuja expectativa de crescimento é de 5%. A estimativa coincide com a escolha de presentes dos consumidores, que têm camisa, blusa e camiseta como principais opções de compra.O grupo de não-duráveis - flores e itens de perfumaria - deverá registrar aumento de 3%. No caso dos duráveis - composto por eletroeletrônicos e CDs - praticamente não haverá expansão em relação ao ano passado, pois os produtos não são tradicionalmente procurados nesta data.Economia em aquecimentoNa avaliação da entidade, o aumento neste ano é motivado pela melhora do cenário econômico, com recomposição parcial da renda dos consumidores, ampliação de crédito e redução da taxa de juros. Mas o desempenho poderia ser melhor caso o Dia dos Namorados não coincidisse com o feriado de Corpus Christi, o que deve levar consumidores a comprar em outras cidades.Segundo os empresários entrevistados, cerca de 60% das vendas serão pagas com cartão de crédito. Em segundo lugar, com 15%, deverá ficar o pagamento à vista e, com 13%, o cheque pré-datado. De acordo com a Fecomercio, 81% dos consumidores pretendem dar presentes na data e o gasto médio será de R$ 42.

Agencia Estado,

09 de junho de 2004 | 16h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.