Vendas no Natal devem ser 4,1% maiores do que 2011

Tendências Consultoria prevê que os próximos meses serão de acomodação para as variáveis de mercado de trabalho, renda real e emprego, e desvalorização do real

Agência Estado,

20 de agosto de 2012 | 15h11

SÃO PAULO - As vendas no Natal, a data mais importante para o comércio varejista, devem ser 4,1% maiores do que as de 2011, de acordo com projeção da Tendências Consultoria. Apesar do aumento, o número é menor do que o registrado nos dois últimos anos: no ano passado, as vendas do varejo em dezembro foram 6,7% maiores do que no mesmo mês do ano anterior, e em 2010 o crescimento foi de 10,2% ante 2009. A Tendências considerou a Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no índice restrito, que exclui automóveis e materiais de construção.

Ao realizar sua projeção, a consultoria prevê que os próximos meses serão de acomodação para as variáveis de mercado de trabalho, renda real e emprego, e desvalorização do real - que deve provocar alta de preços, em especial nos setores que contam com grande participação de importados.

Tudo o que sabemos sobre:
natalibgepmc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.