Vendas no varejo britânico sofrem maior queda desde maio de 2011

As vendas no varejo britânico sofreram em fevereiro sua maior queda mensal em nove meses em fevereiro e foram revisadas fortemente para baixo em janeiro, mostraram dados oficiais nesta quinta-feira, reduzindo as esperanças de uma retomada do consumo neste ano.

REUTERS

22 de março de 2012 | 07h55

O Escritório Nacional de Estatísticas disse que o volume de vendas no varejo caiu 0,8 por cento no mês para gerar um aumento anual de 1 por cento -ambos bem abaixo das previsões dos economistas.

A queda mensal foi puxada pelo maior declínio nas vendas da categoria "outras lojas" desde janeiro de 2010, com forte baixa nas vendas de artigos finos e antiguidades liderando o declínio.

O crescimento do volume de vendas de janeiro foi revisado para baixo, de 0,9 por cento no mês para 0,3 por cento.

(Reportagem de David Milliken e Olesya Dmitracova)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROVENDASVAREJOGRABRETANHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.