Vendas no varejo crescem 0,4% em setembro, calcula IBGE

Comércio teve o segundo mês seguido de aumento das vendas, mas alta ficou abaixo da registrada em agosto, de 1,2%; móveis e eletrodomésticos puxaram as vendas

Economia & Negócios e Agência Estado

14 de novembro de 2014 | 09h01

O varejo registrou em setembro o segundo mês de aumento de vendas. Em setembro, as vendas no comércio varejista subiram 0,4% (em agosto, a alta havia sido de 1,1%, alta agora revisada para 1,2%), informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O resultado ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado, que esperavam desde queda de 0,30% a crescimento de 1,10%, mediana positiva de 0,50%.

Na comparação com setembro do ano passado, sem ajuste sazonal, as vendas do varejo tiveram alta de 0,50% em setembro deste ano. Nesse confronto, as projeções vão de recuo de 0,50% a avanço de 2,10%, com mediana positiva de 0,70%. Até setembro, as vendas do varejo restrito acumulam alta de 2,6% no ano e aumentam 3,4% nos últimos 12 meses.

Quanto ao varejo ampliado, que inclui as atividades de material de construção e de veículos, as vendas subiram 0,50% em setembro ante agosto, na série com ajuste sazonal. Na comparação com setembro do ano passado, sem ajuste, as vendas do varejo ampliado tiveram baixa de 1,2% em setembro deste ano. 

Até setembro, as vendas do comércio varejista ampliado acumulam queda de 1,4% no ano e recuo de 0,10% nos últimos 12 meses.

Setores. Cinco das dez atividades pesquisadas apresentaram variações positivas. Móveis e eletrodomésticos tiveram a maior alta em relação a agosto (1,8%). A atividade de artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria, com expansão de 10,3% no volume de vendas na comparação com setembro de 2013, contribuiu com a maior impacto positivo no indicador nesta comparação.

Tudo o que sabemos sobre:
varejocomérciovendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.