Vendas no varejo da China sobem 18,8% em novembro

As vendas no varejo da China saltaram18,8 por cento em novembro, na comparação com o mesmo períododo ano passado, o ritmo mais forte já registrado. A aceleração dos gastos, que subiram 18,1 por cento emoutubro, está em linha com os planos do governo de reequilibrara economia por meio da promoção do consumo, reduzindo adependência de investimentos e exportações. "Isso é importante dentro do grande esquema porque refleteo que está se tornando mais e mais o rumo político determinadopelas autoridades regionais de tentar promover o aumento dademanda doméstica", afirmou Dwyfor Evans, economista do StateStreet Global Markets, em Hong Kong. O aumento nas venda do varejo foi o maior registrado pelogoverno desde que os dados começaram a ser coletados, em 1999. Os dados são expressos em termos nominais, portanto,refletem a inflação anual de 6,9 por cento de novembro, a maioralta em 11 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.