Vendas no varejo da zona do euro sobem inesperadamente

As vendas do varejo da zona do euro aumentaram inesperadamente em novembro, em termos mensais, e recuaram menos que o esperado na comparação anual, mostraram dados divulgados nesta sexta-feira. Nos 15 países da região, as vendas cresceram 0,6 por cento frente a outubro e caíram 1,5 por cento em relação ao ano anterior, no sexto mês consecutivo de queda. Economistas consultados pela Reuters esperavam que as vendas no varejo ficassem estáveis na comparação mensal e recuassem 1,6 por cento ano a ano. A Eurostat revisou para baixo os dados de outubro, para queda mensal de 1,0 por cento e anual de 2,3 por cento. As vendas no varejo são uma indicação da demanda dos consumidores e a queda do consumo privado é uma das razões para a fraqueza da economia da zona do euro nos segundo e terceiro trimestres. Economistas esperam uma retração mais acentuada no quarto trimestre de 2008 e nos três primeiros meses deste ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.