Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Vendas no varejo dos EUA caem pelo segundo mês seguido

Queda foi de 0,4% em abril ante março, contrariando expectativa dos economistas de aumento de 0,1%

Cynthia Decloedt, Agência Estado

13 de maio de 2009 | 10h05

As vendas no varejo dos Estados Unidos caíram 0,4% em abril ante março, pelo segundo mês seguido, contrariando a expectativa dos economistas de aumento de 0,1% no mês passado, na mesma base de comparação, segundo dados divulgados nesta quarta-feira, 13, pelo Departamento do Comércio norte-americano. As vendas em março foram revisadas em baixa, tendo caído 1,3%, ao invés de 1,2%, conforme informado anteriormente.

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

Os gastos com consumo respondem por cerca de 70% do Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA. No primeiro trimestre de 2009, a economia norte-americana teve contração de 6,1%, em base anualizada, segundo dados preliminares, e a queda teria sido maior não fosse o aumento de 2,2% nos gastos com consumo registrados no período.

Uma abertura do dado mostra que as vendas relacionadas a imóveis registraram desempenhos divergentes. No segmento de móveis, as vendas no varejo caíram 0,5% em abril, enquanto as vendas de material de construção e de jardinagem subiram 0,3%.

As vendas em lojas de roupas caíram 0,5%, em lojas de eletrônicos cederam 2,8%, em lojas de artigos diversos cederam 0,1%, de produtos via correio ou internet recuaram 0,1% e de bebidas e alimentos caíram 1%.

Já as vendas de artigos esportivos, para lazer e para hobby subiram 0,3%, em restaurantes e bares cresceram 0,2% e em lojas de produtos para a saúde e produtos de cuidados pessoais avançaram 0,4%.

Automóveis

As vendas no varejo dos EUA excluindo o setor de automóveis caíram 0,5% em abril em relação a março, segundo dados do Departamento do Comércio norte-americano, contrariando a expectativa dos economistas de aumento de 0,2% no número.

Em abril, as vendas de automóveis subiram 0,2% em relação a março, mas caíram 20,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado. As vendas nos postos de combustíveis cederam 2,3% em abril em relação a março. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAvarejoconsumo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.