Vendas no varejo dos EUA ficam estáveis em julho, autos caem pelo 2º mês seguido

As vendas no varejo dos Estados Unidos ficaram inesperadamente estáveis em julho, indicando alguma perda de ímpeto na economia no começo do terceiro trimestre.

REUTERS

13 de agosto de 2014 | 09h48

O Departamento de Comércio informou nesta quarta-feira que as vendas no varejo, que haviam crescido 0,2 por cento em junho, foram contidas pelo segundo mês seguido por quedas nas vendas em concessionárias de automóveis, além de vendas fracas de móveis, eletrônicos e eletrodomésticos.

A leitura de julho foi a mais fraca desde janeiro. Economistas consultados pela Reuters haviam estimado que as vendas no varejo, que respondem por um terço dos gastos de consumidores, teriam alta de 0,2 por cento no mês passado.

O relatório de vendas no varejo, que foi em geral fraco, sugere que o crescimento no terceiro trimestre provavelmente recuará após o forte ritmo anualizado de 4,0 por cento apurado no trimestre de abril a junho.

(Por Lucia Mutikani)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROEUAVAREJO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.