Vendas no varejo em abril caem 0,23% ante março

As vendas do comércio varejista caíram 0,23% em abril ante março na série com ajuste sazonal, segundo divulgou nesta terça-feira o IBGE. Esse é o segundo mês em que o Instituto divulga dados no varejo comparativos com o mês anterior. O resultado veio dentro das estimativas de analistas consultados pela Agência Estado, que variavam de queda de 2% a aumento de 0,60% das vendas, e acima da média, de queda de 0,70%. Na comparação com abril de 2004, as vendas do varejo cresceram 3,4%, o menor aumento registrado desde dezembro de 2003 (3,21%). O número veio dentro das estimativas dos analistas, que variavam de estabilidade a expansão de 5,20%, e também acima da média, que era de aumento de 3,25%. Segundo o economista do IBGE Reinaldo Silva Pereira, os dados comparativos a abril do ano passado foram influenciados negativamente pelo efeito calendário, já que, em abril de 2004, houve Páscoa. Em 2005, este feriado caiu em março. No ano, o varejo acumula crescimento de 5% nas vendas até abril e, em 12 meses, expansão de 8,22%. Em abril ante março, o principal destaque de crescimento nas vendas ocorreu em tecidos, vestuário e calçados (13,7%), enquanto a maior queda foi registrada em combustíveis e lubrificantes (-1,14%). Ante abril de 2004, o melhor resultado ocorreu em móveis e eletrodomésticos (23,9%) e a maior queda, também em combustíveis e lubrificantes (-9,94%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.