Vendas no varejo têm maior crescimento desde 2001

Equipamentos de informática tiveram 36,4% mais vendas, mas expansão foi impulsionada pelos supermercados

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

16 de janeiro de 2008 | 09h19

O crescimento de 9,9% nas vendas do comércio varejista em novembro ante igual mês de 2006 foi a maior variação apurada pelo IBGE para o mês desde o início da série histórica, em novembro de 2001. As vendas do varejo também tiveram bom resultado em 2007 e acumularam alta de 9,7% de janeiro a novembro, e de 9,2% em 12 meses, segundo divulgou o IBGE nesta quarta-feira, 16.  O destaque de crescimento no mês de novembro em relação ao mesmo mês do ano anterior, em magnitude de variação, ficou com equipamentos de informática, que tiveram 36,4% mais vendas. No entanto, a maior contribuição para a taxa foi dada pelo grupo hiper e supermercados - com crescimento de 6,4% -, que tem maior peso na pesquisa e contribuiu sozinho com 3,2 ponto porcentual do crescimento de novembro. Varejo Segundo o IBGE, as vendas do comércio varejista cresceram 1,6% em novembro ante outubro, na série com ajuste sazonal, segundo divulgou há pouco o IBGE. O resultado veio acima do teto das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que esperavam uma variação de 0,18% a 1,4%. A mediana das expectativas era de 1,05%. Na comparação com novembro de 2006, houve expansão de 9,9% e também superou o teto das previsões. Neste caso, o AE Projeções apontava uma variação entre 7,8% a 9,8%, com mediana de 8,7%.

Mais conteúdo sobre:
crescimentoIBGE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.