Vendas pela Internet mais do que dobraram de 2000 para 2002

As vendas pela Internet estão aumentando, segundo constatou a Pesquisa Anual de Comércio (PAC), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada hoje, referente ao ano de 2002. Segundo a pesquisa, a participação das vendas pela Internet no comércio varejista do País mais que dobrou em dois anos, passando de 0,10%, em 2000, para 0,21% em 2002, saltando de uma receita líquida de R$ 201,5 milhões para R$ 530,0 milhões no período.A PAC verificou ainda que, em 2002, havia 445 empresas varejistas com até um quarto do seu faturamento proveniente do comércio pela Internet, e 340 empresas com até 50% de sua receita gerada dessa maneira. Apenas seis empresas possuíam entre 75% a 100% de sua receita líquida resultante de vendas pela Internet. Entre os produtos mais vendidos pela rede estão livros, jornais, revistas, móveis, produtos farmacêuticos, material de construção, máquinas, equipamentos de escritório, discos, instrumentos musicais, artigos de joalheria, bijuteria, brinquedos, produtos de limpeza e objetos de arte. Juntos, esses produtos geraram R$ 308,2 milhões de receita, ou 58,2% da receita líquida total do comércio varejista pela Internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.