finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Vendas pelo Tesouro Direto atingem R$ 360,26 mi em janeiro

Esse é o maior volume financeiro mensal desde o início do programa, em 2000

Adriana Fernandes, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2011 | 16h21

As vendas de títulos pelo programa Tesouro Direto bateram recorde em janeiro e atingiram R$ 360,26 milhões. Esse é o maior volume financeiro mensal desde o início do programa, em 2000. O número de novos investidores que se cadastraram no Tesouro Direto em janeiro foram 5036. Desde o início do programa, já são 219.693 investidores inscritos, com aumento de 23,82% nos últimos doze meses. Segundo dados do Tesouro, os títulos mais demandados pelos investidores em janeiro foram os prefixados, com 54,81% das vendas.

Para o coordenador-geral da Dívida Pública do Tesouro Nacional, Fernando Garrido, o programa tem se mostrado bastante atrativo para os investidores. Ele atribuiu o aumento das vendas à divulgação maior do programa. "O Tesouro Direto é uma boa opção de investimento para os pequenos e médios investidores", disse. Ele rechaçou a avaliação de que essa venda recorde esteja relacionada ao aumento da taxa de juros pelo Banco Central.

Tudo o que sabemos sobre:
Tesouro Diretoinvestimentosfinanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.