Vendas pendentes de moradias nos EUA igualam máxima de 2 anos

Os contratos para adquirir moradias usadas nos Estados Unidos igualaram à máxima de dois anos em maio, alimentando o otimismo de que o mercado imobiliário está prestes a mostrar recuperação.

REUTERS

27 de junho de 2012 | 11h24

A Associação Nacional de Corretores informou nesta quarta-feira que o Índice de Vendas Pendentes de Moradias, com base em contratos assinados no mês passado, subiu 5,9 por cento, para 101,1. Esse patamar é igual à máxima de dois anos alcançada em março, enquanto o ganho foi o maior desde outubro de 2011.

(Reportagem de Margaret Chadbourn)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROMORADIASPENDENTES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.