Vendas reais da indústria crescem 4,5% no 1º semestre

As vendas reais da indústria de transformação cresceram 2,93% em junho ante junho de 2004 e 1,53% na comparação com maio, segundo os dados dessazonalizados divulgados hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). No acumulado do primeiro semestre, as vendas reais mostram uma expansão de 4,5% em relação ao primeiro semestre de 2004. A utilização da capacidade instalada em junho atingiu 82,6%, acima do registrado em maio, que foi de 81,9%. No entanto, ficou um pouco abaixo do indicador de junho de 2004, que estava em 83,1%, também em termos dessazonalizados. O emprego na indústria se manteve praticamente estável no mês de junho, com um pequeno aumento de 0,08% em relação a maio. Na comparação com junho de 2004, os postos de trabalho do setor cresceram 5,27%. No acumulado do primeiro semestre, o emprego apresenta crescimento de 6,36% na comparação com o primeiro semestre de 2004.As horas trabalhadas na produção aumentaram 0,68% ante maio e 8,03% ante junho de 2004. No acumulado de janeiro a junho de 2005, o aumento foi 7,21% na comparação com igual período de 2004. Os salários pagos pela indústria apresentaram crescimento de 0,60% na comparação com maio e de 8,69% ante junho de 2004. No acumulado do primeiro semestre de 2005, o aumento foi 8,96% em relação ao mesmo período de 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.