Vendas reais da indústria do Rio caíram 3,53% em maio

As vendas reais da indústria fluminense caíram 3,53% em maio ante abril, na série livre de influências sazonais, segundo informou a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan). Segundo a entidade, na série sem ajuste sazonal, o recuo nas vendas é menos intenso: -2,23%. Na comparação com maio do ano passado, porém, as vendas reais tiveram alta de 13,71% em maio desse ano. No acumulado de janeiro a maio desse ano, as vendas reais subiram 13,63% ante igual período do ano passado. A Firjan informou ainda que a massa salarial da indústria teve queda de 1,06% em maio ante abril desse ano, na série livre de influências sazonais. Na série sem ajuste sazonal, a queda na massa salarial é menor: -0,67%. Porém, na comparação com maio do ano passado, a massa salarial em maio desse ano subiu 5,26%, e acumula aumento de 4,96% nos primeiros cinco meses desse ano, ante igual período do ano passado. O pessoal ocupado da indústria fluminense, ou seja, o número de pessoas trabalhando, subiu 1,57% em maio ante abril, e cresceu 2,45% ante maio de 2004. No acumulado do ano até maio, o pessoal ocupado cresceu 2,68% ante igual período do ano passado. Por sua vez, as horas trabalhadas tiveram queda de 0,06% na série com ajuste sazonal; mas cresceram 3,49% na série sem ajuste sazonal. Em relação a maio do ano passado, entretanto, as horas trabalhadas subiram 4,71% em maio desse ano - e cresceram 2,12% no período de janeiro a maio de 2005, ante os primeiros cinco meses do ano passado. A Firjan informou ainda que o uso de capacidade instalada ficou em 76,50% em maio desse ano, resultado inferior ao de maio do ano passado (81,06%) e ao de abril desse ano (77,75%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.