Vendedora de carros usados vai abrir capital

AutoBrasil, que tem como acionista o BTG Pactual, planeja estrear na Bovespa em 18 de outubro

O Estado de S.Paulo

24 de agosto de 2012 | 03h04

A empresa de compra e venda de carros usados AutoBrasil pediu aval da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para realizar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A operação, que consiste na venda primária (papéis novos) e secundária (ações detidas pelos atuais sócios), terá o BTG Pactual como coordenador líder, em parceria com o Credit Suisse e Itaú BBA.

Um dos acionistas vendedores, o FIP Gulf II, é administrado pela BTG Pactual Serviços Financeiros, braço do banco do bilionário André Esteves. A Investparts e pessoas físicas serão os demais vendedores.

Criada em abril e com sede no Rio de Janeiro, a AutoBrasil apresenta-se como a maior companhia de compra e venda de automóveis usados do Brasil e uma das três maiores das Américas, com 215 pontos comerciais em 15 Estados, incluindo redes como Itavema, Atri e Germânica. O objetivo é unificar as redes sob a marca AutoBrasil.

Segundo o prospecto, a AutoBrasil foi idealizada pela Gulf, empresa que atuou na consolidação dos setores de corretagem de imóveis e de seguros, dando origem à Brasil Brokers e à Brasil Insurance.

A empresa acredita ter 1,2% de um mercado que movimentou em 2011 cerca de R$ 85 bilhões no Brasil. A meta inicial é de que as ações façam sua estreia em 18 de outubro. / REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.