Venezuela anuncia a emissão de 100 milhões de 'Petros', espécie de bitcoin do país

Mercado

d1000 faz IPO, ações caem 12% e investidor é penalizado: o que deu errado?

Venezuela anuncia a emissão de 100 milhões de 'Petros', espécie de bitcoin do país

Presidente Nicolás Maduro afirmou que valor da criptomoeda equivale a um barril de petróleo no mercadointernacional

O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2018 | 14h45

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, anunciou a emissão de 100 milhões de "Petros", a criptomoeda da Venezuela. Segundo ele, seu preço equivale a um barril de petróleo no mercado internacional, cotado atualmente em 59 dólares.

Atingido por uma forte crise político-econômica, o país também anunciou "a ativação e uso de casas de câmbio virtuais" para movimentação da moeda como saída para "evitar as sanções financeiras que os Estados Unidos impuseram contra o governo".

Nicolás Maduro também afirmou que há "50.918 mineradores digitais ativos" na Venezuela e convocou para o próximo domingo, 14, o primeiro encontro nacional de mineradores de Petro. Ele aproveitará a data para oficializar o surgimento da moeda.

++ Valorização de bitcoin é 'bolha' e 'pirâmide', diz Banco Central

A ideia é instalar zonas especiais de mineração de criptomoedas por toda a Venezuela, com a possibilidade de trabalhar não apenas com a Petros, mas também outras moedas semelhantes, afirmou Maduro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.