Venezuela aprova aumento de IR às petrolíferas no país

A Assembléia Nacional (AN) venezuelana aprovou nesta quarta-feira a criação de novos impostos à extração e à exportação de petróleo, de 33,3% e 0,1%, respectivamente, como parte de uma reforma parcial da Lei de Hidrocarbonetos do país. O plenário também aprovou o aumento de 34% para 50% na taxa do Imposto de Renda às quatro associações empresariais que desde a década de 90 operam na Faixa Petrolífera do Orinoco, no sudeste da Venezuela.O Poder Legislativo enviou a lei reformada ao Executivo para sua aprovação e publicação no Diário Oficial, a fim de que entre em vigor. A reforma foi pedida pelo governo do presidente Hugo Chávez, para "unificar o regime fiscal" petroleiro e elevar a receita nacional, segundo o ministro de Energia e presidente da estatal Petróleos de Venezuela SA (PDVSA), Rafael Ramírez.O aumento tributário gerará ao Fisco cerca de US$ 2 bilhões anuais, segundo dados do Ministério de Energia da Venezuela. O país é o quinto maior exportador mundial de petróleo e quinta maior reserva do sedimento do mundo.

Agencia Estado,

17 de maio de 2006 | 14h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.