Venezuela consegue apagar incêndio em refinaria da PDVSA

Bombeiros apagaram um incêndio num tanque de armazenamento de combustível da refinaria de El Palito, na Venezuela, disse a petroleira estatal PDVSA neste sábado.

Reuters

22 de setembro de 2012 | 14h40

O incêndio foi iniciado por um relâmpago durante uma tempestade na noite de quarta-feira, mas a instalação de El Palito, que tem capacidade produtiva de 146 mil barris por dia, continuou a operar. Dois tanques inicialmente pegaram fogo, mas um deles foi apagado em horas.

Em comunicado, a PDVSA disse que o incêndio no segundo tanque de armazenamento foi completamente eliminado na noite de sexta-feira.

Ninguém foi ferido durante a tempestade de quarta-feira.

O segundo acidente em refinarias em um mês elevou as preocupações com o histórico e as práticas de segurança da petroleira estatal PDVSA aproximando-se das eleições presidenciais de 7 de outubro.

Em agosto, a PDVSA interrompeu quase toda sua produção na maior refinaria do país, Amuay, por seis dias após um vazamento de gás causar uma explosão que tirou a vida de 42 pessoas.

A PDVSA sofreu uma série de acidentes, apagões e interrupções não planejadas para reparos em sua rede de refinarias nos últimos anos, prejudicando as exportações de petróleo do país membro da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep).

(Reportagem de Daniel Wallis)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSINCENDIOPDVSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.