Venezuela diz ter maior reserva de petróleo

Segundo governo venezuelano, país supera Arábia Saudita, com jazidas que somam 297 bilhões de barris de óleo

, O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2011 | 00h00

O governo da Venezuela informou ontem que alcançou volume recorde de reservas de petróleo de 297 bilhões de barris, o que dá ao país o primeiro lugar em jazidas de petróleo no mundo, superando a Arábia Saudita.

"No fim de 2010, atingimos um nível de 217 bilhões de barris de petróleo e, agora, estamos, no início deste ano, certificando esse número para 297 bilhões de barris", declarou o ministro do Petróleo, Rafael Ramírez.

Com as novas cifras divulgadas ontem por Ramírez, a Venezuela se tornou o principal país em depósito, superando a Arábia Saudita, que conta com 266 bilhões de barris, além do Irã e Kuwait, segundo dados da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep).

O montante anunciado pelo governo venezuelano tem como base os dados da empresa estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA) e de diferentes companhias estrangeiras que trabalham no país. Posteriormente, esses números serão certificados pela Opep.

Ramírez recordou que quando o presidente Hugo Chávez venceu as eleições pela primeira vez, em 1998, o país tinha um nível de reservas de 75 bilhões de barris de óleo.

Do total de 297 bilhões de barris, "220 bilhões são da Faixa do Orinoco, a qual nos dá como base de recursos um piso sólido e certo para todo nosso plano de expansão", comemorou o ministro do Petróleo.

A Faixa de Orinoco é uma área de 55.314 quilômetros quadrados e fica situada no leste da Venezuela. A região é, sem dúvida, a mais rica reserva de hidrocarbonetos do mundo. No entanto, a extração e refinação do petróleo são realizadas com tecnologia estrangeiras antes de a commodity ser comercializada pelo governo venezuelano.

Desde 2007, quando a Venezuela recuperou o controle das suas jazidas de petróleo, a estatal PDVSA recorre a numerosos sócios estrangeiros para certificar e explorar o material. Qualquer empresa estrangeira tem participação minoritária em todos os projetos desenvolvidos.

"Com essas reservas e o ritmo das nossas explorações, a Venezuela tem petróleo para mais de 200 anos. Não há nação no mundo que tenha petróleo para esse período", já celebrava no sábado o presidente venezuelano.

A Venezuela produz cerca de 3 milhões de barris de petróleo bruto por dia, segundo as cifras oficiais, apesar de a Opep atribuir ao país uma produção de 2,3 milhões.

Gás. Ramírez também assegurou que as reservas de gás no país se situam em 195 bilhões de pés cúbicos, por conta das perfurações feitas no Campo de Perla, situado na costa do país. A exploração é realizada em parceria com a empresa espanhola Repsol.

O governo venezuelano anunciou 15 bilhões de pés cúbicos nos últimos meses. "Vamos seguir com a campanha exploratória no Golfo da Venezuela para que a nossa base de gás e petróleo continue ampliando", disse Ramírez.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.