Venezuela fixa cotação para o bolívar

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, impôs uma série de controles sobre o mercado de câmbio, em uma tentativa de preservar as reservas internacionais do país e aliviar o impacto econômico da greve de dois meses que tentou tirá-lo do poder. Chávez informou que as transações oficias de câmbio, que ficaram suspensas por duas semanas, serão retomadas com um taxa fixa para o bolívar, que será cotado inicialmente a 1.596 unidades por dólar para compra pelo Banco Central e 1.600 unidades por dólar para venda. A última cotação oficial do bolívar foi de 1.853 unidades por dólar, fixada em 22 de janeiro, quando o governo suspendeu as transações. Após essa data, o bolívar seguiu negociado no mercado secundário e chegou a ser cotado a 2.500 por dólar. A cotação fixada será alterada de tempos em tempos, à medida que o Banco Central detectar a necessidade de mudá-la. Chávez designou cinco pessoas para formarem a Comissão de Administração da Moeda, criada com o objetivo de supervisionar o novo sistema cambial. Governo suspende negociação de bradies no mercado localOutras medidas anunciadas por Chávez são a suspensão dos negócios com os bônus Brady no mercado local e o controle dos preços de produtos básicos. "Hoje, nós chegamos a uma decisão ideal para a economia. É uma medida positiva que estamos tomando para defender a soberania econômica", declarou Chávez, ontem à noite, em entrevista transmitida pela televisão a todo o país. O presidente venezuelano disse que o novo mecanismo de câmbio priorizará os pagamentos de dívidas externas e de importações de produtos básicos. As companhias estrangeiras devem comunicar ao governo sobre a repatriação de lucros. O BC vai supervisionar as transações cambiais no mercado interno, mas a nova Comissão de Administração vai controlar quem recebe pagamentos em dólares. Chávez repetiu as ameaças de que limitará o acesso a dólares a opositores que tentaram tirá-lo do poder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.