Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Venezuela importará frangos e leite do Brasil

O governo da Venezuela vai importar produtos lácteos, carnes e farinha de trigo uma vez que os preços e os controles de câmbio pressionaram as importações do setor privado destes produtos, disse ontem o presidente Hugo Chávez. Para evitar a escassez no curto prazo, o governo vai importar 3.600 toneladas de frango e 33 mil engradados de ovos, além de leite, do Brasil, afirmou Chávez em seu programa semanal televisionado.Segundo o presidente venezuelano, também serão importadas 80 mil sacas de trigo da Itália e 450 mil quilos de banha da Colômbia para a produção de pão. As vendas de dólares foram suspensas em 21 de janeiro para conter a queda das reservas internacionais em meio à greve geral de dois meses, que só terminou em fevereiro. O governo impôs na ocasião controles de preços e de câmbio. Nas últimas semanas, alguns produtos tornaram-se escassos porque os importadores não têm acesso aos dólares. A moeda venezuelana, que perdeu 46% de seu valor em 2002 e continuou a cair em janeiro deste ano, foi fixada em 1,598 bolívares por dólar, e uma comissão para o câmbio, chamada Cadivi, foi fundada para controlar as vendas de dólares. No entanto, apenas US$ 50 milhões em dólares foram vendidos pela Cadivi, de mais de US$ 1 bilhão vendidos num mês típico. Chávez admitiu que as vendas de dólares têm sido lentas. "Eu ordenei (à Cadivi) que acelere os trâmites do processo. O governo vai garantir o suprimento de dólares para evitar escassez de bens na Venezuela", disse Chávez. A economia venezuelana deve se contrair entre 10% e 15% como consequência da greve que paralisou a indústria petroleira por quase dois meses. A perda em receitas é estimada entre US$ 6 bilhões e US$ 7 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.