Venezuela: investimento estrangeiro em petróleo cai 55%

Os investimentos estrangeiros em petróleo na Venezuela caíram 55% em 2006 em relação ao ano anterior, indicando que as empresas suspenderam os gastos em meio às incertezas com relação aos contratos. Dados incluídos na mensagem de fim de ano de Hugo Chávez ao Congresso colocavam o investimento externo em petróleo em 2006 em 35 bilhões de bolívares (US$ 16,3 milhões), abaixo dos 76 bilhões de bolívares (US$ 35 milhões) de 2005.Em 2006, a Venezuela assumiu o controle majoritário de 32 campos de petróleo que eram operados por companhias estrangeiras. O país ainda precisa finalizar alguns detalhes dos contratos para novos empreendimentos conjuntos, como questões sobre o pagamento das vendas de petróleo para a estatal PdVSA. Isso tem forçado diversas empresas a adiar os programas de manutenção de campos de petróleo.O ciclo de investimento externo na Venezuela atingiu o auge no começo da década, quando as principais empresas de petróleo mundiais investiram fortemente em projetos multibilionários de petróleo bruto, aumentando a produção nos 32 campos de petróleo já desenvolvidos. No total, as companhias estrangeiras de petróleo e diversas empresas privadas locais investiram US$ 26 bilhões na Venezuela desde que o país abriu a indústria para investimentos estrangeiros, no início dos anos 1990.A mensagem ao Congresso de Chávez mostrou um crescimento de 24% nos gastos com exploração, somando 548 bilhões de bolívares (US$ 255 milhões) no ano passado, ante 415 bilhões de bolívares (US$ 193 milhões) em 2005. A Venezuela concluiu 15 poços de exploração no ano passado, ante 10 em 2005. O número de poços produtores de petróleo concluídos subiu de 182 em 2005 para 450 em 2006. As reservas de petróleo contabilizadas subiram para 87,6 bilhões de barris em 2006, de 80 bilhões de barris no ano anterior. A Venezuela está explorando ativamente o petróleo no vale do rio Orinoco e espera somar outros 235 bilhões de barris até o fim de 2008. As reservas de gás natural subiram para 167 trilhões de metros cúbicos no fim do ano passado, de 151 trilhões de metros cúbicos em 2005. A Venezuela tem contabilizado reservas adicionais de gás natural da região offshore de Deltana, assim como do centro do país.A Venezuela afirma ter produzido uma média de 3,2 milhões de barris no ano passado, ao que o setor estima uma média de 2,5 milhões de barris por dia. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.