Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Venezuela lança pacote econômico para combater crise

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou ontem um pacote de medidas econômicas para combater os efeitos da crise global e da queda dos preços do petróleo. Entre elas estão restrições à importação de bens de luxo, o aumento de 9% para 12% do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) e um enxugamento de órgãos do Estado que inclui a redução de gastos em publicidade - principalmente nos jornais opositores. "Às vezes vejo páginas e páginas de publicidade (estatal) nos jornais da burguesia", disse. "Estamos alimentando o inimigo."

AE, Agencia Estado

22 de março de 2009 | 07h36

Chávez anunciou ainda uma elevação de 20% no salário mínimo (de US$ 372) até setembro e uma redução na remuneração de altos funcionários do governo. Ele disse que Estados e municípios (muitos dos quais estão nas mãos da oposição) também devem enxugar suas contas e reduzir salários do alto escalão.

Com as novas medidas, a estimativa de gastos do governo prevista no orçamento de 2009 será reduzida em 6,7%. O orçamento, que fazia previsões para a arrecadação com base no barril de petróleo a US$ 60, foi revisto. Agora a previsão para o barril é de US$ 40 - pouco mais que o preço médio dos últimos três meses, de US$ 37. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
criseVenezuelaHugo Chávez

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.