Venezuela nacionalizará indústrias de cimento

A Venezuela nacionalizará nasegunda-feira a indústria cimenteira do país, em uma medida queafeta as unidades locais da mexicana Cemex, da suíça Holcin eda francesa Lafarge, cumprindo o prazo estabelecido pela lei,disse neste domingo o presidente Hugo Chávez. O presidente não fez referência a acordos alcançados com asmultinacionais envolvidas, mas o decreto de junho que fixou oprazo de negociação criou também uma comissão técnica paraacordar o preço justo da operação e, no caso de não se obteremacordos, o governo decretaria a expropriação das ações. "Amanhã (segunda-feira) à meia-noite vence o prazoestabelecido por lei para a nacionalização das cimenteiras,portanto amanhã vamos nacionalizar e recuperar as indústrias decimento para lançar com força o plano de estabelecimentoscomerciais e de construções e seguir desenvolvendo o país",disse o presidente durante seu programa dominical de rádio etelevisão "Alô, presidente". Em junho, a Venezuela concedeu um prazo de 60 dias para queCemex e Lafarge decidissem se desejam permanecer como sóciasminoritárias nas usinas, das quais o Estado deterá mais de 60por cento. No ano passado Chávez empreendeu uma campanha para anacionalização de amplos setores da economia, que incluiu opetróleo, a eletricidade e as telecomunicações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.