Verba de exportação do BNDES vai para pequena empresa

Os US$ 500 milhões adicionais que o BNDES destinará a linhas emergenciais para exportação serão prioritariamente para pequenas e médias empresas. Os recursos fazem parte do crédito extraordinário de US$ 1 bi, anunciado quinta-feira pelo Ministério de Desenvolvimento.Segundo o presidente do banco, Ronaldo Lessa, a parte que caberá ao BNDES virá do Codefat, conselho que administra os recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), o mesmo que financiou no ano passado as linhas de crédito emergenciais para exportação.O presidente do BNDES disse que a liberação será basicamente para operações de pré-embarque, garantindo o capital de giro das exportadoras. Ele assegurou que não haverá dificuldade em obter este dinheiro. "Não será um esforço muito grande para o FAT suportar este US$ 1 bilhão adicional e será melhor remunerado pelo FAT cambial do que é hoje", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.