Verba para a safra agrícola aumenta 25,8%

O governo destinará R$ 32,5 bilhões em recursos para crédito rural na próxima safra, um aumento de 25,8% em relação ao ano-safra 2002/03. A produção de grãos pode superar 120 milhões de toneladas, estimou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A colheita da safra atual é estimada pela Conab em 115,211 milhões de toneladas. A taxa de juros do crédito rural foi mantida em 8,75% ao ano.Para o presidente, a produção agrícola poderá crescer muito nos próximos anos, já que hoje são 48 milhões de hectares cultivados, sendo que há mais 90 milhões de hectares em área que podem ser destinadas à agricultura.O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues afirmou que a área plantada cresceu 12% entre 1990 e 2003, mas a produção teve crescimento muito mais expressivo, de 57 milhões de toneladas para 115 milhões de toneladas, no mesmo período.O presidente da Confederação Nacional de Agricultura (CNA), Antonio Ernesto de Salvo, considerou o plano agrícola e pecuário bom para a agricultura. No entanto, segundo ele, o crescimento dos recursos é inferior ao aumento do custo de produção do setor. Para o economista Getúlio Pernambuco, da CNA, a manutenção das taxas de juros do crédito rural em 8,75% é um dos pontos positivos do plano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.