Vésper oferecerá acesso rápido à Internet

A Vésper, empresa-espelho da Telefônica e da Telemar, anunciou ontem, durante a Futurecom, um investimento de US$ 40 milhões na tecnologia sem fio EV-DO, que permitirá oferecer internet rápida nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. O sistema alcança velocidade de 2,4 Mbps (megabits por segundo), o que equivale a quase 10 vezes um acesso rápido residencial via telefone fixo e permite, entre outras coisas, transmissão de vídeo com alta qualidade e em tempo real.Segundo o presidente da Vésper, Luiz Kaufmann, o objetivo é concorrer com serviços fixos, como o Speedy, da Telefônica, e o Vírtua, da Net.Em São Paulo, onde o fornecedor é a Nortel, o lançamento comercial do será em janeiro. No Rio, onde a tecnologia é da Ericsson, o serviço estará disponível no segundo trimestre do ano que vem.A capacidade inicial das redes da Vésper será de 30 mil assinantes em cada uma das duas cidades. Apesar de a Brasil Telecom ter anunciado que lançará o EV-DO em janeiro, Kaufmann acredita que a Vésper será a primeira a usar a tecnologia no Brasil. O vice-presidente de marketing e tecnologia da Telesp Celular, Luís Avelar, informou que a empresa também avalia o sistema.A Vésper participará do leilão do Serviço Móvel Pessoal (SMP), marcado para o dia 19 de novembro. "Estamos prontos", disse Kaufmann, acrescentando que a empresa fez estudos de viabilidade para operar telefonia móvel em todo o Brasil. Nas cidades onde já atua, a idéia é utilizar a mesma infra-estrutura do serviço fixo.Segundo o executivo, não está descartada a possibilidade de devolver as freqüências nestas áreas, caso vença o leilão. "Ainda não está claro se isto é permitido pela regulamentação." No projeto da Brasil Telecom, o parceiro tecnológico é a Lucent Technologies.O vice-presidente mundial de arquitetura de soluções de redes da Lucent, William Goers, afirmou que os serviços móveis conseguem ser uma ilha de crescimento na crise mundial de telecomunicações, principalmente em países como a China, a Índia e o Brasil. Ele aposta na combinação da tecnologia EV-DO com o Wi-Fi, tecnologia de rede local sem fio.Os Laboratórios Bell, da Lucent, desenvolveram uma nova tecnologia, chamada Bell Labs Layer Space Time (Blast), que permitem velocidade de 19,2 Mbps, oito vezes a capacidade do EV-DO. "Em laboratório, chegamos a 50 Mbps", afirmou Goers. A solução ainda não está disponível comercialmente. Mas a grande pergunta é: como usar tanta capacidade? Para o executivo, que o aumento da velocidade das redes locais nas empresas, que chegam a 100 Mbps, fará com que as pessoas também busquem o mesmo desempenho nos dispositivos móveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.