Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Veteranos são 10% dos atendentes de telemarketing

Existem hoje no Brasil cerca de 1,1 milhão de pessoas que trabalham no setor de telemarketing, segundo a Associação Brasileira de Telesserviços (ABT). Desse total, 10% têm mais de 40 anos, em uma clara indicação que o setor não é apenas a porta de entrada dos jovens para o mercado de trabalho, mas também uma alternativa para quem possui mais experiência.

AE, Agencia Estado

30 de dezembro de 2010 | 08h24

"Ainda não sou aposentada. Trabalhei anos sem carteira assinada e precisava achar algo com registro. Foi quando soube que havia uma empresa que dava curso gratuito para quem quisesse trabalhar na área. Fiz e fui contratada", lembra Vera Lúcia Vilela Arigussi, de 63 anos, que há dois anos e meio trabalha na Dedic GPTI.

No andar em que ela trabalha há cerca de 70 pessoas por turno. Ela é chamada de mãe, tia e sogra e é a conselheira da turma. "Eles admiram a minha calma para atender, e é isso que tento passar para meus colegas. O ambiente é bom. Nunca sofri preconceito por ser mais velha", conta Vera. "Eu tenho idade, mas não sou de idade, gosto de conviver e aprender com a juventude. Isso faz com que veja o mundo como ele está agora", acrescenta a atendente.

Há um ano e nove meses na Contax, outra empresa do ramo, o professor de inglês aposentado Paulo Oliveira admite não conseguir se manter só com o que recebe da Previdência Social. "Trabalho por necessidade. A aposentadoria é pouca. Preferia ficar em casa, mas não dá. Tenho sorte de ter um emprego nessa idade", diz. As informações são do Jornal da Tarde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.